#QuemTeMove – Mulher no volante, satisfação constante

Juscélia da Silva Garcia, 38 anos e motorista do Serviço Atende+ na Auto Viação Transcap. Conheça um pouco mais sobre ela.

A Terceira edição do #QuemTeMove chega para falar de satisfação. Satisfação de trabalhar no transporte, de estudar transporte e fazer o que gosta dentro do transporte.

Vamos conhecer um pouco da motorista Juscélia da Silva Garcia de 38 anos, que já foi instrutora de trânsito, mãe de dois filhos e que a um ano, trocou as linhas de ônibus comuns, para fazer parte dos profissionais da Auto Viação Transcap que trabalham no serviço Atende+.

CONHECENDO UM POUCO DO SERVIÇO ATENDE+:

Criado em 1996 através do decreto nº 36.071 de 18 de Maio de 1996 e regido pela Lei Municipal nº 16.337, de 30 de dezembro de 2015. É uma modalidade de transporte porta a porta, gratuito aos seus usuários, com regulamento próprio, oferecido pela Prefeitura do Município de São Paulo, gerenciado pela São Paulo Transporte S.A. e operado pelas empresas de transporte coletivo do município de São Paulo e cooperativa de táxis acessíveis.

O serviço é destinado as pessoas com autismo, surdocegueira ou deficiência física com alto grau de severidade e dependência, no horário das 7h às 20h, de segunda-feira a domingo, excetuando-se os feriados.

O atendimento é prestado a clientes cadastrados, com uma programação pré-agendada de viagens.

Além do atendimento porta a porta a clientes cadastrados, o Atende+ oferece atendimentos nos fins de semana, denominados de “eventos aos fins de semana”. Neste tipo de serviço, os pedidos de transporte são feitos diretamente pelas instituições que trabalham com pessoas com deficiência (com, no mínimo, dez dias de antecedência). As instituições precisam efetuar cadastro prévio na SPTrans.

O Atende+ tem veículos devidamente adaptados e roda cerca de um milhão de quilômetros/mês. Conta com 450 vans, 1438 motoristas e destes, 112 são mulheres, segundo a SPTrans.

Você pode conhecer mais sobre a modalidade acessando o site: http://www.sptrans.com.br/atende/

Na Auto Viação Transcap, o serviço foi implantado em 08/06/2017 com 3 vans. Hoje, possui 24 e a programação é de receber mais 16 para totalizar 40 vans até o final deste ano.

Prosseguindo com a entrevista:

Parceiros do Transporte: Juscélia, como começou essa paixão por trabalhar no transporte coletivo?

Juscélia: Comecei a 4 anos atrás. Fui motorista da linha 746R/10 – Real Parque X Santo Amaro. Fiquei lá por 3 anos dirigindo mini ônibus. Gosto do que faço… principalmente trabalhar com pessoas no seu dia a dia.

Parceiros do Transporte: E porque decidiu deixar a modalidade de linhas comuns?

Juscélia: A modalidade do Atende me chamou a atenção quando iniciada aqui na empresa. Quando houve a expansão, recebi o convite e não pensei duas vezes… encarei como um novo desafio e estou aqui, com pouco mais de 1 ano.

Parceiros do Transporte: E como é trabalhar no Atende+?

Juscélia: É uma satisfação enorme, um aprendizado sem fim. Todo dia, todo passageiro, toda viagem e toda a história tem uma importância muito grande para mim. Quando a empresa expandiu a modalidade, deu preferência as mulheres e isso é muito bom. Temos um tratamento diferenciado, mais cuidado… não que os homens não tenha, mas as mulheres tem esse cuidado maior.

Parceiros do Transporte: E o que mais gosta na profissão de motorista?

Juscélia: É algo que vai além de apenas dirigir. Transportar vidas é algo maravilhoso, uma satisfação enorme. Transportar vidas e fazer parte do dia a dia das pessoas, dos seus clientes é algo muito gratificante. Temos a responsabilidade de prestar um bom serviço, somos a “cara” da empresa nas ruas, seguir nosso treinamento e oferecer o nosso melhor. Não pretendo ser motorista para sempre, mas enquanto eu exercer a função, darei o meu melhor sempre.

Parceiros do Transporte: E neste tempo como Motorista, o que mais te marcou?

Juscélia: Por ser usuária do transporte, sei me colocar no lugar do passageiro e busco sempre compreender a necessidade de cada um. No Atende, lidamos com pessoas especiais, com necessidades que jamais imaginamos passar. Além da satisfação, trabalhar com estas pessoas, me trás um ensinamento todos os dias. O que mais me marcou foi de uma passageira do atende me reconhecer por lembrar da minha mãe.

Parceiros do Transporte: Você disse que não pretende ser motorista para sempre. O que pretende seguir quando resolver não seguir mais com a profissão?

Juscélia: Exato. Costumo dizer que virei motorista por acaso… não era o que queria, mas encarei o desafio e virou uma satisfação enorme para mim. Não pretendo ser motorista para sempre, mas não me vejo fora do transporte coletivo. Atualmente eu estudo Transporte terrestre, um curso que em parceria com outras entidades, nos ofereceu essa possibilidade. Ainda não tenho uma área exata a seguir, mas tenho certeza que ao concluir este curso, já terei noção de onde e como atuar e sem dúvida, com o mesmo empenho que exerço hoje em dia. Sou movida por desafios e espero que consiga cumprir mais este.

Parceiros do Transporte: E seus filhos, o que eles representam para você?

Juscélia: São minhas maiores inspirações, satisfações meus maiores motivos… é por eles que todos os dias, ao acordar, sinto um privilégio e uma satisfação enorme em praticar o que faço. Espero que quando eles crescerem, possa olhar para mim e se encherem de orgulho, assim como me orgulho deles.

Parceiros do Transporte: Qual o maior sonho da Juscélia?

Juscélia: Meu maior sonho hoje é conseguir concluir meu curso e encontrar uma oportunidade no qual consiga aplicar tudo que venho aprendendo através dele.

Parceiros do Transporte: Para finalizar, qual recado você deixaria para as pessoas que vão conhecer um pouco mais da Juscélia?

Juscélia: Nossa profissão, nosso ramo… precisa ser mais valorizado. Mas antes de pedirmos essa valorização, precisamos nos valorizar primeiro. Saber da nossa importância e do que somos capazes de fazer e conquistar. Que todos possam entender que por trás de todo volante, existe um ser humano, não uma máquina. Sentimos, sofremos, temos momentos de felicidade e tristeza como qualquer outra pessoa.

É isso ai Juscélia, nós sabemos que por trás de todo volante, existe uma vida igual as que você e milhares de profissionais transportam todos os dias. O #QuemTeMove foi criado justamente para levar mais longe esta mensagem. Conte com a gente para ajudar a levar isso adiante.

Nós agradecemos pela sua disponibilidade em contar um pouco da sua história e sem dúvida, por ajudar a fazer um transporte cada vez melhor.

Nossos mais singelos parabéns. São de pessoas como você, que precisamos manter cada vez mais inspiradas para que o transporte continue atravessando barreiras e chegando onde deve ir.

Curtiu esse artigo? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Faça seu comentário