10 anos de Terminal Campo Limpo: o início de uma nova fase no transporte da zona oeste de São Paulo

Inaugurado oficialmente no dia 30 de Outubro de 2009, terminal chega aos 10 anos e mostra que obras deste porte, podem sim melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Congestionamentos, filas quilométricas, stress e demora em qualquer deslocamentos. Essa era a cara do transporte na região do Campo Limpo, distrito da zona sudoeste de São Paulo, que possui cerca de 650.000 habitantes atualmente.

Em Dezembro de 2007, foi dado início a uma obra que viria mudar este cenário, o Terminal Campo Limpo.

Localizado entre a Estrada do Campo Limpo e a Rua Campina Grande, o terreno contém 21.000 m², a obra conta com área coberta de 9 mil m², sendo 8.200 m² de plataformas, acessos e travessias; e 800 m² de edifícios operacionais (Centro Operacional, bilheteria, subestação e bicicletário). Com capacidade de operação de 331 ônibus e atendimento de 62.000 pessoas por dia, o terminal foi o principal responsável pela reformulação no transporte da região com um custo de R$ 43 milhões.

A reformulação era necessária devido a grande quantidade de linhas em sobreposição em rotas a região central e principalmente ao bairro de Pinheiros, justamente a partir do trecho onde o terminal foi construído. Uma boa parte das linhas que atualmente são consideradas “Alimentadoras” que transportam dos bairros para o terminal, tinham como destino a região de Pinheiros, Estação da Luz e região da Av. Paulista. Ao todo, cerca de 29 linhas foram modificadas de seus trajetos originais e foram reformuladas através de troncalização no terminal.

Vias como a Estrada do Campo limpo e os corredores Francisco Morato, Eusébio Matoso e Rebouças, viviam congestionados e saturados. Com a mudança proposta pela criação do terminal, a quantidade de veículos nestes corredores e vias de importante ligação, foi reduzido, e a possibilidade de aliar veículos maiores nas operações estruturais, não prejudicou a oferta de lugares.

Como dito no início deste conteúdo, a inauguração aconteceu no dia 30 de Outubro de 2009, com a presença de diversas autoridades, inclusive o então prefeito, Gilberto Kassab.

Em dia de inauguração, Viação Campo Belo expôs um modelo de ônibus exclusivo em SP.

Também entregue a população, um novo site da SPTrans, autarquia municipal responsável pela fiscalização e gerenciamento do transporte coletivo por ônibus na cidade. O então site ganhou maior interatividade, promovendo facilidade e praticidade em consultas de diversos assuntos, principalmente consultas detalhadas a linhas de ônibus, onde era exibido grade horária de partidas por tipo de dia e até mesmo, um mapa com o trajeto detalhado das linhas, criando uma ferramenta com a origem e destino, o passageiro saberia quais linhas embarcar e até mesmo, quanto andaria em seus deslocamentos. Uma das grandes novidades até então, era a o chat online que funcionava em horário comercial, afim de promover maior facilidade em questionamentos e dúvidas. O sistema olho vivo também ganhava vida. 3 totens interativos ficaram por 5 dias no terminal para melhor conhecimento da população. Coincidentemente, quase 10 anos após sua remodelação, em Julho deste ano, a SPTrans reformulou seu site mais uma vez.

Com a inauguração do terminal e a redução no número de linhas rodantes, os principais corredores de ligação da região ficavam menos saturados. Trajetos antes feitos em 2h, agora ganhavam no minimo, 20 a 30 minutos dependendo da faixa horária. Mas com o passar do tempo e do acúmulo de veículos nas ruas, aliados a utilização de outros modais, o tempo voltou a ser um vilão na vida de quem depende do transporte na região.

Quando inaugurado, o corredor da Av. Prof. Francisco Morato, seguia desde a parada Paineiras, até a Rua Canio Rizzo, na Vila Sônia. Em Setembro de 2016, a então gestão Haddad entregou 2.7km de corredor que ligava a então parada Canio Rizzo até o Largo do Taboão, incluindo a parada José Félix, na via de mesmo nome, na divisa com Taboão da Serra.

Parada Piscinão: Divisa com Taboão da Serra, um dos pontos beneficiados pelo prolongamento do corredor Francisco Morato.

10 anos se passaram e podemos afirmar que mesmo com o momento que o transporte passa, o corredor Campo Limpo/Rebouças/Centro é um dos mais bem operados dentro da cidade de São Paulo. O segredo? A concorrência. São 6 empresas operando linhas no espaço, algo exclusivo fora dos terminais situados a região central. Mas os problemas permanecem. A falta de fiscalização nos bairros e a “libertinagem” praticada por outros modais, amparados pela lei (No caso dos Táxis) em corredores, afetam diretamente na qualidade do serviço oferecido. Mas ainda assim, o terminal conta com uma vasta quantidade de veículos com o novo padrão de exigência de acordo com os novos contratos da SPTrans.

Atualmente, são 31 linhas, que transportam diariamente, mais de 250.000 pessoas.

Confira abaixo, as linhas operadas de acordo com cada empresa:

VIAÇÃO CAMPO BELO:

7059/10 – Pq. Engenho X Terminal Campo Limpo.

7060/10 – Valo Velho X Terminal Campo Limpo.

807A/10 – Terminal Campo Limpo X Term. Santo Amaro.

809P/10 – Terminal Campo Limpo X Term. Pinheiros.

857P/10 – Terminal Campo Limpo X Metrô Paraíso.

N706/11 – Terminal Campo Limpo X Term. Pinheiros.

KBPX:

7050/10 – Jardim das Rosas X Terminal Campo Limpo.

857A/10 – Terminal Campo Limpo X Metrô Santa Cruz.

857C/10 Terminal Campo Limpo X Metrô Conceição.

8605/10 – Terminal Campo Limpo X Term. Bandeira.

N745/11 – Term. Capelinha X Terminal Campo Limpo.

TRANSWOLFF:

7049/10 – Pq. do Lago X Terminal Campo Limpo.

7051/10 – Jd. Rosana X Terminal Campo Limpo.

7052/10 – Jd. Helga X Terminal Campo Limpo.

7053/10 – Macedônia X Terminal Campo Limpo.

7053/21 – Jd. Maria Sampaio X Terminal Campo Limpo.

7053/22 – Jd. Maria Sampaio X Terminal Campo Limpo.

7054/10 – Jd. Macedônia X Terminal Campo Limpo.

7055/10 – Jd. Guarujá X Terminal Campo Limpo.

7057/10 – Jd. Mitsutani X Terminal Campo Limpo.

7062/10 – Inocoop X Terminal Campo Limpo.

7062/31 – Campo Limpo X Terminal Campo Limpo.

7063/10 – Macedônia X Terminal Campo Limpo.

N746/11 – Jd. Irene X Terminal Campo Limpo.

TRANSPPASS:

8075/10 – Terminal Campo Limpo X Metrô Butantã.

8075/21 – Terminal Campo Limpo X Metrô SP Morumbi.

857R/10 – Terminal Campo Limpo X Aclimação.

8700/10 – Terminal Campo Limpo X Praça Ramos.

GATO PRETO:

8700/01 – Terminal Campo Limpo Praça Ramos.

Apesar da participação tímida na operação, Gato Preto foi essencial na qualidade da operação proporcionada pela concorrência do principal eixo de operação do terminal.

TRANSCAP:

807J/10 – Terminal Campo Limpo X Shop. Morumbi.

807M/10 – Terminal Campo Limpo X Shop. Morumbi.

Auto Viação Transcap: Empresa vem oferecendo campanhas de conscientização através de veículos caracterizados como: Outubro Rosa e Novembro Azul.

Acreditamos que a qualidade do transporte, passa pela boa condições de suas estruturas, e o Campo Limpo é prova disso. Reformulação, integração e possibilidades de deslocamentos e escolhas. Que continuemos seguindo este caminho, visando sempre o melhor para os clientes do transporte coletivo.

Colaboraram para este conteúdo: Fabrício Gomes e Michel Carmo.

Curtiu esse artigo? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Faça seu comentário